Tendências
Tecnologia
Empreendedorismo
Inovação
Festival
30 anos de black fashion

30 anos de black fashion

A Cross Colors nasceu em 1989 e foi catapultada para o estrelato graças ao apadrinhamento do astro Will Smith, que ostentava as criações da grife na icônica série Um Maluco […]

08 Março 2020

A Cross Colors nasceu em 1989 e foi catapultada para o estrelato graças ao apadrinhamento do astro Will Smith, que ostentava as criações da grife na icônica série Um Maluco no Pedaço

Para muitos jovens (e outros nem tanto assim) Will Smith será sempre lembrado pelo personagem da série Um Maluco no Pedaço, que arrebatou a audiência em diversos lugares do planeta. De fato, a força de série pode ser medida de inúmeras maneiras. Uma delas é pelo desenvolvimento da carreira de Smith, que hoje ocupa um lugar de destaque em Hollywood. Outra é pelo legado deixado em diversos segmentos.

Um deles é no mundo da moda. No final de 2019, o Museu Afro-Americano da Califórnia abrigou uma exposição em homenagem aos 30 anos da grife Cross Colors, a mesma que forneceu as roupas para o The Fresh Prince of Bel-Air, na primeira temporada. Essa ação de marketing catapultou a dupla de designers Carl Jones e T.J. Walker para o estrelato e ajudou a fortalecer o movimento Black Fashion. Especialmente no segmento de moda casual e urbana.

Outras celebridades da comunidade negra dos Estados Unidos também estiveram na lista de “garotos-propaganda” da grife, tais como o astro do basquete Magic Johnson e o rapper Sean “Puffy” Combs. Apesar do uso de uma cartela de cores ancorada no trio preto, vermelho e verde, a Cross Colors nunca padeceu de falta de imaginação ou de atitude.

Ao contrário. O processo criativo da dupla sempre esteve impregnado de ativismo político e social. As lições de Marcus Garvey, expoente dos movimentos Black Money e do Back to Africa, na primeira metade do século 20, estão na raiz do conceito da marca. A afirmação do Poder Negro, também. Especialmente no resgate da letra X, numa clara homenagem ao militante Malcolm-X e ao grupo Pantera Negra.

A postura afro-centrada da Cross Colors não impediu que ela caísse no gosto da classe média branca americana. De acordo com pesquisadores, a grife também influenciou marcas do segmento de luxo, como Gucci e Polo Ralph Lauren, quando elas começaram a surfar na onda do hip hop.

T.J. e Walker continuam levando adiante sua marca, agora com força global, e antenada nos ditames da sustentabilidade, marcados pelo uso de tecidos ecológicos. No processo criativo eles contam com a parceria de astros como Bruno Mars, que desenhou uma série especial de roupas e acessórios para a turnê 24K Magic Tour.

 

Tendências
Filme no Netflix conta história de Michelle Obama

Filme no Netflix conta história de Michelle Obama

Para quem acompanha e vibra com biografias inspiradoras, temos uma notícia maravilhosa. A ex-primeira dama dos Estados Unidos é personagem do documentário “Minha história”  que estréia nesta quarta, 06 de […]

Leia a matéria completa
Tendências
Cori Gauff: nasce uma estrela no tênis feminino

Cori Gauff: nasce uma estrela no tênis feminino

Não restam dúvidas da qualidade técnica e da potência do saque da tenista americana Venus Ebony Starr Williams. Ao longo de 26 anos de carreira, ela colecionou 71 troféus e […]

Leia a matéria completa
Tendências
Documentário mostra as raízes negras da música Techno

Documentário mostra as raízes negras da música Techno

Poucas pessoas sabem, mas a música Techno que embala “raves”  e festas eletrônicas em várias partes do mundo (sobretudo na Europa) foi criada na cidade de Detroit nos anos 80 […]

Leia a matéria completa
Tendências
Tecnologia
Empreendedorismo
Inovação
Festival